Existem diferentes tipos de manchas nos dentes, consequentemente, diferentes abordagens para o clareamento.
Manchas extrínsecas são mais superficiais, e podem ser removidas com um polimento.
Já as manchas intrínsecas, mais profundas, necessitam de clareamento. Esse clareamento pode ser feito no consultório ou com uma moldeira, aplicando o produto em casa. Podemos também, associar as duas técnicas, já que são produtos diferentes, com concentrações diferentes, e resultados diferentes.

O que podemos esperar o resultado?
O resultado é individual, e depende de cada paciente, a composição, esmalte/dentina é um dos fatores que influencia. Além disso, o clareamento não pinta o dente de branco, mas sim, tira o corante impregnado na camada de esmalte, expondo sua cor natural.

E a sensibilidade?
A sensibilidade acontece, pois ao removermos o corante impregnado no dente, acabamos expondo as terminações nervosas dos túbulos dentinários. Se o clareamento for realizado por um profissional capacitado e dentro da técnica correta, não existem riscos. A sensibilidade pode ser controlada com produtos específicos, e também com a aplicação de laser terapêutico